CÔNSUL CARLOS RENAUX - EMPREENDEDOR E BENFEITOR

Compreendendo a importância do ensino da história local, do resgate da nossa identidade e da valorização do patrimônio arquitetônico de Brusque, O Prof. Carlos Eduardo e a Coordenadora Jaqueline realizaram com as turmas dos 6ºs anos um projeto chamado “Cônsul Carlos Renaux: Empreendedor e Benfeitor”.

O mesmo foi desenvolvido em três etapas.

1) Quem foi Carlos Renaux:

Em classe, a partir da visualização de fotos, estudantes tiveram contato com informações sobre a vida e obra do alemão Carlos Renaux, que aos 20 anos decidiu imigrar para o Brasil, constituiu família, tornou-se industrial, cônsul brasileiro na Europa e, de volta ao Brasil, nos anos 30, realizou vultuosas doações que beneficiaram a cidade e o povo que o acolheu.

2) 11 de Março: revivendo a antiga tradição:

No dia 12 de março (segunda-feira), estudantes tiveram a oportunidade de visitar as áreas externas da Villa Renaux, residência do Sr. Cônsul Carlos Renaux. Ali, na Vanda em frente ao Palacete, foi possível reviver a antiga tradição dos anos 30 e 40, quando alunos do “Escola Evangélica Alberto Torres” -  nossa antiga denominação - iam até sua casa, para entoar canções em sua homenagem, no dia do seu aniversário (11 de março). O maestro Marcelo apresentou uma música de Franz Schubert – a preferida do Cônsul e, na sequência os alunos cantaram o hino da Escola, cuja letra foi composta pelo Professor Leopoldo Germer, bisavô de uma das alunas presentes.

 

3) Visita ao Berço da Fiação:

Por fim, conhecemos a antiga Fábrica de Tecidos Carlos Renaux (hoje CIR). Tivemos contato com um dos mais importantes centros históricos de nosso município, local de trabalho de tantas gerações. No local, tivemos a oportunidade de estar na “Villa Ida”, onde viveu o Sr. Otto Renaux, construção imponente e centenária, onde residiram outros descendentes da família, até tornar-se ambulatório da empresa.

Registramos os agradecimentos aos pais, à Unifebe (guardiã da morada do Cônsul) e à Havan (proprietária da Fatre), que acreditaram na importância do projeto e que possibilitaram a visitação dos alunos a estes locais tão significativos para a nossa história de Brusque e região.